Última atualização: 22/02 | R$ 1,00 = R$ 1 | CAD 1,00 = R$ 3,005 | EUR 1,00 = R$ 4,505 | US$ 1,00 = R$ 3,969

Peru

Planejando uma viagem ao Peru? Preparamos informações essenciais para você organizar tudo para viajar tranquilo. Assim você aproveita o melhor de cada cidade!
Uma viagem ao Peru pode facilmente se transformar em um roteiro gastronômico variado. O país tem um repertório rico e colorido, com pratos que misturam o passado da colonização e a cultura andina.
Peru

MAIORES EVENTOS EM 2019

Festa do Sol - chamada localmente como “Inti Raymi”, é uma das celebrações mais importantes e grandes da cidade de Cusco. É dada entre o período final da colheita e o começo do equinócio invernal dos Andes (segunda metade do mês de junho).
 

Mistura - Feira Gastronômica - realizada em Lima em Setembro/Outubro (data ainda em definição) é a feira gastronômica mais importante do Peru. Os peruanos de diferentes gêneros, idades e âmbitos sociais celebram sua tradição culinária, para assim mostrar a grande variedade de comidas saborosas e coloridas da costa, serra e selva peruana. Além dos produtos e pratos a desfrutar, realizam-se competições e premiações de: melhor cozinheiro, melhor revelação culinária do ano, melhor padeiro, melhor confeiteiro, e também o melhor da arte e música. A Mistura conta com a presença de uma grande delegação de estrelados cozinheiros internacionais e expositores nacionais e internacionais.
 

Jogos Panamericanos 2019 - sedeado em Lima, ocorrerá entre os dias 26Jul a 11Ago 2019. Na sequência ocorrerão os jogos Parapanamericanos 2019 de 21Ago a 01Set 2019.

INFORMAÇÕES ÚTEIS

Visto - Brasileiros não precisam de visto para entrar e permanecer no país por até 90 dias.
Documentos - É necessário apresentar o passaporte ou a carteira de identidade, desde que tenha sido emitida há menos de dez anos. O seguro viagem não é obrigatório, mas sempre recomendado.
Vacinas - Nenhuma vacina específica é obrigatória para sua viagem ao Peru, mas se você está planejado ir à região da Amazônia Peruana, é obrigatório estar vacinado contra a febre amarela.
Dinheiro - O dinheiro local é o Nuevo Sol, identificado pela sigla PEN e pelo símbolo S/. Para sua viagem ao Peru, leve dólar e troque nas casas de câmbio.
Fuso horário - Uma hora a menos que o horário oficial de Brasília. No horário de verão, essa diferença passa para duas horas.
Língua - O espanhol é a língua oficial do país. Porém, em algumas regiões como nos Andes, existem línguas locais originadas dos incas, como quéchua, que é falada até hoje.
Clima - Por ser um país extenso de norte a sul e com alturas diferentes de acordo com a região, o Peru tem um clima variado. Para facilitar, existem três regiões: a Selva (região da Amazonia), a Costa (região litoral do país) e os Andes. Na Selva, o clima é quente e bastante úmido, podendo ter chuvas a qualquer momento do dia. A temperatura tem uma média de 28 graus. Na região da Costa, o clima é seco e as chuvas acontecem raramente. A temperatura se mantém em torno de 23 graus. Na região dos Andes, o cenário é diferente de todo resto do país devido à altitude. No decorrer do ano, o clima é seco, com muito sol durante o dia. Mas, com grande variação, já que a noite a temperatura cai drasticamente, podendo chegar a zero. Na época do verão, entre os meses de dezembro a março, pancadas de chuva podem cair a qualquer hora do dia.
Comida - Uma viagem ao Peru pode facilmente se transformar em um roteiro gastronômico variado. O país tem um repertório rico e colorido, com pratos que misturam o passado da colonização e a cultura andina. Um dos principais pratos da culinária peruana é o ceviche. Ele é feito com fatias de peixe cru marinadas num molho que inclui limão, pimenta e cebola. Existem variações de ceviche, refeição que é típica de pescadores. Encontrar um tipo para provar vai ser fácil, já que está presente desde os restaurantes mais elegantes do país ao mais simples do bairro.
Energia elétrica - A tensão elétrica no Peru é 220 Volts, e o tipo de tomada padrão é o de dois pinos chatos. Para usar eletrônicos brasileiros em sua viagem ao Peru, você precisará de um adaptador.
Internet - A maioria dos lugares, como hotéis, cafés e restaurantes, tem internet sem fio disponível para uso, o que é muito cômodo.
Aeroportos - O Peru é servido por três aeroportos internacionais. O Aeroporto Internacional Jorge Chávez (LIM), em Lima, está a aproximadamente 40 minutos do centro da cidade. O Aeroporto Internacional de Iquitos (IQT) está localizado na região amazônica, no nordeste do país. Enquanto o Aeroporto de Cusco (CUZ) está localizado a cinco quilômetros da cidade. Há também um bom número de terminais domésticos em cidades como Arequipa – a segunda mais importante do país -, Puerto Maldonado e Juliaca.
Transporte público - Utilizar o ônibus público como meio de transporte pode ser um pouco caótico, além de não alcançar todas as áreas e ser contraindicado aos turistas. Mesmo com um preço atrativo e com muitas linhas, os veículos não têm boa qualidade e quase sempre estão lotados. A experiência é ainda mais difícil quando você não conhece a cidade. A melhor solução é ir de táxi. Usar o táxi no Peru é uma ótima opção, já que funcionam bem e são muito mais baratos que no Brasil. A qualidade do veículo, por outro lado, pode variar, já que existem muitos carros velhos que fazem o serviço. Sempre que pegar um táxi, negocie o valor antes de entrar, pois não há taxímetro. Indicamos que peçam a orientação dos funcionários do hotel/restaurante na hora de chamar uma viatura.

TOP DESTINOS

Machu Picchu
Machu Picchu, construída no alto de uma montanha, é uma cidade Inca com templos, palácios, plataformas e canais de água que mostram o que uma grande civilização foi capaz de edificar com grandes blocos de pedra, sem nenhum tipo de cimento, porém com a maior sabedoria. Sua construção, em harmonia com a natureza, representa a fusão da montanha e da cidade numa única expressão. Devido ao seu importante legado histórico, desde 1983 é considerada Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade. Entre os mais reconhecidos arqueólogos existem diversas teorias que consideram que foi um Santuário, uma Cidade Sagrada ou um importante centro político, religioso e administrativo.
 

Cusco e Vale Sagrado
Cusco é o símbolo do apogeu do império inca e da miscigenação da cultura espanhola à andina, facilmente perceptível em um passeio pela cidade. E essa mescla só poderia trazer muitos atrativos: sítios arqueológicos, obras magníficas e arquitetura colonial da melhor qualidade. A sua localização estratégica junto com a boa infraestrutura turística permitem ao viajante visitar não só Machu Picchu, mas como todo o Vale Sagrado, Maras, Moray e a Montanha do Arco Íris.
 

Lago Titicaca
O lago Titicaca é o lago navegável mais alto do mundo, possuindo uma área total de 8559 km². Existem inúmeras opções para realizar a visita, já que o território peruano se estende pelas províncias de Puno, San Román, Azángaro, Huancané, Moho, El Collao, Chucuito e Yunguyo, todas elas situadas na região de Puno. Preserva-se a flora e a fauna silvestres do local e mantém-se vivas as tradições culturais das populações que habitam a área. As comunidades que residem nas ilhas do extenso lago oferecem várias atividades de turismo vivencial, uma excelente oportunidade de absorver a cultura local.
 

Linhas de Nasca
As enigmáticas linhas e geoglifos que formam figuras geométricas, animais, seres antropomorfos, plantas, entre outros, nos amplos pampas de Nasca e Jumana só podem ser apreciadas com clareza ao sobrevoá-las em pequenos aviões. Apesar dos inúmeros estudos, as linhas continuam sendo um mistério em seus quase 2000 anos de antiguidade, que nem o tempo, nem os fortes ventos da zona e outras adversidades da natureza conseguiram apagar. As linhas, descobertas em 1927, são a herança mais importante deixada pela cultura Nasca, que dominou o deserto costeiro do sul entre os anos 100 a.C. e 600 d.C., e que ocupou a zona do atual departamento de Ica.
 

Vale do Colca
A imensidão do Colca supera as profundezas do cânion (4.160 metros acima do nível do mar). É imponente o amplo e verde vale rodeado de altas montanhas, onde ainda reina o condor. Os atrativos do Vale do Colca são tão diversos como os terraços, as águas termais, os povoados e suas belas igrejas. Sobretudo, o grande cenário natural emoldura diversos circuitos para os esportes de aventura, como o ciclismo de montanha. Alguns programas partem da Reserva Nacional de Aguada Blanca ou de Patapampa para depois ir descendo até Chivay, povoado que serve como entrada para o vale. Dali os grupos de ciclistas podem percorrer diversos caminhos e desfrutar das tradições na chegada a cada povoado, como Yanque e Cabanaconde.
 


EXPERIÊNCIAS

Trem de Machu Picchu a Puno
Viaje ao longo de uma das rotas ferroviárias mais altas do mundo com o novo Belmond Andean Explorer, o primeiro trem de luxo com leitos da América do Sul. Transporta em grande estilo até 48 passageiros através dos Andes Peruanos, saindo de Cusco, capital do Império Inca, atravessando as planícies dos Andes até chegar ao maravilhoso e exótico Lago Titicaca . Com design moderno e contemporâneo, sem perder as características da cultura peruana retratada nos tecidos e artesanatos, o trem cria uma atmosfera única e relaxante para os passageiros. São 3 tipos de cabines ( de 13 m2 a 5.5 m2 ) e todas com banheiro privativo. A Abreu conta com um programa que conjuga os belíssimos trens Belmond: Hiram Bingham e Andean Explorer, proporcionando uma experiência exclusiva viajando por Cusco, Machu Picchu e Puno, veja abaixo:

Peru com trens de luxo Belmond
 


TENDÊNCIAS

Glamping - Acampamento de Luxo
Quem gosta de contato com a natureza e não abre mão de conforto, agora tem mais uma razão para ir a Machu Picchu. Este tipo de hospedagem, que busca integrar o ambiente natural com a melhor estrutura hoteleira possível,  não é novidade no mundo e vem sendo chamado de “Glamping“: união das palavras Glamour + Camping.
É na Africa que se encontra a maior quantidade de acampamentos de luxo do planeta, no entanto, existe uma pequena diferença de conceito entre os acampamentos luxuosos africanos e os “Ecocamps” do Peru: o “fator montanha”.  Com construções em forma de grandes “domos”, que se assemelham a barracas iglus gigantes, reproduzem o ambiente de convivência e trocas entre os participantes, típico da cultura de montanhistas. Assim, conseguem criar uma atmosfera propícia para que abandonemos os celulares enquanto batemos um bom papo observando a paisagem natural do entorno.
Um diferencial que permite versatilidade ao Peru Ecocamp  é a quantidade de hotéis que estão dispostos. No Peru são  5 “Camps” instalados ao longo da famosa trilha de Salkantay. Esta característica viabiliza montagens de roteiros que atendem desde os caminhantes mais experientes que querem fazer a trilha completa ,até aqueles que não querem ter desgaste físico e  vão somente até o acampamento 2 para ver a montanha de Salkantay .
Outro diferencial está no tamanho dos dormitórios. Com 28 m²,  oferecem todo o conforto que uma lareira, camas king size e duchas quentes podem proporcionar depois de um dia de trilhas e passeios.
A gastronomia também merece destaque, com verdadeiras refeições gourmets que são capitaneadas por chefes estrelados, formados pela importante escola de culinária de reconhecimento internacional: “Le Cordon Bleu“.
A Abreu conta com 2 programas que propiciam essa experiência diferente, exclusiva e glamourosa aos passageiros, veja abaixo:

Glamping no Peru - Experiência em Ecocamps
Glamping no Peru - Terra de Lendas e Natureza
 

GASTRONOMIA ACLAMADA

Eleita 6x como o melhor destino culinário do mundo pelo World Travel Awards,  encontrarão alguns dos melhores restaurantes do mundo no Peru.
A riqueza de suas terras e sua diversidade cultural fazem do Peru um país de gastronomia única e variada. Cada cidade tem um prato típico com um sabor especial e inigualável. Os produtos do campo e dezenas de culturas milenares criam uma oferta infinita para o paladar.
Lima é capital gastronômica e sede da feira gastronômica mais importante da América Latina!
As paisagens diversificadas que dão origem a ingredientes variados, unidas a contribuições multiculturais, são alguns dos fatores apontados com frequência para explicar a riqueza da culinária peruana e o boom gastronômico vivido pelo país, sobretudo a partir da última década.
 

Atualmente, há três restaurantes peruanos na lista de 50 melhores do mundo, promovida pela revista Restaurant. Nenhuma cidade no mundo conta com mais de três estabelecimentos na lista. As que acompanham Lima nessa façanha são Nova York, Londres e Cidade do México, segundo a Bloomberg.
Fazem parte da lista os restaurantes:  Central, Maido e Astrid y Gastón. Os chefs à frente desses espaços - como Virgilio Martínez, do Central, e Gastón Acurio - se tornaram grandes celebridades não só no Peru. Gaston Acurio, chefe celebridade, também tem outros restaurantes em Lima e uma bandeira com preço mais acessível: o "Tanta" que fica no Shopping Larcomar, em Miraflores.
Ceviche, Ají de Gallina, Rocoto Relleno, Lomo Saltado, Causa a la Limeña e Picante de Cuy são algumas das iguarias típicas do Peru. Tudo isso, claro, acompanhado de um bom e clássico pisco sour.
A Abreu tem 2 programas que oferecem aos passageiros experiências de imersão na gastronomia peruana, veja abaixo:

Lima Gastronômica
Sabores do Peru